30/12/2008

XVII Encontro Nacional da Rede Arte na Escola

O XXII Encontro Nacional da Rede Arte na Escola, ocorrido em Goiânia de 27 a 30 de outubro de 2008 teve como objetivo promover a discussão sobre o tema Políticas Públicas e os Princípios Curriculares, com vistas a repensar as suas implicações e seus impactos para a prática escolar.

O evento contou com a participação dos coordenadores dos 53 Pólos do Rede Arte na Escola, do Coordenador-Geral de Instrumentos e Medidas do INEP, Frederico Neves Condé e do Diretor de Avaliação da Educação Básica do MEC, Carlos Artexes Simões, que discutiram as expectativas do MEC quanto ao papel da Universidade na alteração dos níveis do IDEB, no Brasil, e o lugar da Arte e da Educação no cenário das políticas públicas brasileiras.

Mais informações nos links

Rede Arte na Escola

Unipam

Oficina de Elaboração de Itens do Estado de Tocantins

Por Eutarzan Carvalho
26 de novembro de 2008

A Seduc – Secretaria da Educação e Cultura do Tocantins – promoveu na manhã de quarta-feira, 26, a abertura das Oficinas de Elaboração de Itens de avaliação. O evento aconteceu no auditório da Escola Municipal Vinícius de Morais em Palmas e contou com as presenças do diretor do Ensino Fundamental, Roniglese Pereira de Carvalho Tito, do profº Dr. Frederico Neves Conde do MEC – Ministério da Educação e a secretária da Educação e Cultura do Tocantins, Dorinha Seabra Rezende.

As Oficinas têm por objetivo treinar professores de Língua Portuguesa e de Matemática, do ensino fundamental e médio, para a elaboração de itens de avaliação para a Seduc. Os conteúdos aplicados têm como base as Matrizes de Referência do SAEB – Sistema de Avaliação da Educação Básica.

Na oportunidade, a profª Doninha falou da importância da formação inicial, continuada e das avaliações que estão em discussão nas oficinas. “Temos atualmente no Brasil, cerca de cinco estados que estão realizando a formação continuada e o Tocantins é um deles. Nós estamos promovendo a Formação Inicial desde 1996, e nessa época, mais 50% dos professores eram leigos. Depois de avaliarmos a qualidade de nossos educadores, começamos um programa de regime especial para formação dos mesmos para matemática, química, biologia, física e pedagogia, e com isso, melhorar a qualidade do ensino”, concluiu.

A palestra de abertura foi “A Daeb e as Avaliações da Educação Básica”, proferida pelo especialista do Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – profº. Dr. Frederico Neves Conde. Na oportunidade, o professor expôs as diretrizes e metodologias para a elaboração de Itens de avaliação da educação básica.

“A proposta das oficinas de Elaboração de Itens está dentro de uma ação do Inep, que é disseminar a cultura de avaliação no país. Além disso, o objetivo é oferecer algumas informações para que os profissionais da educação possam elaborar instrumentos que propicie resultados com bom grau de validade e precisão nas avaliações”, revelou Conde.

Fonte: site da Secretaria de Estado da Educação de Tocantins.

11/12/2008

Desafios na construção de indicadores para avaliar políticas públicas

Tendo em vista a contribuição do INEP para o desenvolvimento da educação no Brasil, o Instituto estará representado por Frederico Neves Condé, Coordenador-Geral de Instrumentos e Medidas da Diretoria de Avaliação da Educação Básica, no I Encontro Nacional dos Coordenadores dos Programas Mais Educação e Escola Aberta, que ocorre em Brasília de 9 a 12 de dezembro de 2008.

13/04/2008

Escala de resiliência

Adaptação transcultural, confiabilidade e validade da escala de resiliência
Artigo de Renata P. Pesce; Simone G. Assis; Joviana Q. Avanci; Nilton C. Santos; Juaci V. Malaquias; Raquel Carvalhaes.

Busca-se apresentar os resultados da adaptação transcultural para o português da escala de resilência de Wagnild & Young e da avaliação psicométrica desta. A escala foi adaptada para uma amostra de escolares dos ensinos fundamental e médio da rede pública de ensino do Município de São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. São apresentados dados do estudo-piloto, com 203 alunos entrevistados em dois momentos consecutivos (teste-reteste), bem como do total de alunos investigados na pesquisa (977). Quanto à adaptação transcultural, foram encontrados bons resultados na equivalência semântica dos itens, tanto para o significado geral,quanto para o referencial. O alfa de Chronbach encontrado foi de 0,85 no pré-teste e 0,80 na amostra total. Na confiabilidade intra-observador, verificou-se que o kappa situou-se entre regular e moderado e o coeficiente de correlação intraclasse foi de 0,746 (p = 0,000). Análise fatorial indicou três fatores não totalmente homogêneos e diferenciados dos achados pelo autor da escala. Quanto à validade de constructo, nota-se correlação direta e significativa com auto-estima, supervisão familiar, satisfação de vida e apoio social. Verificou-se correlação inversa com a escala que avalia violência psicológica.

20/03/2008

Exame IESB

Neo - Empresa Jr. de Psicologia do IESB

Confira a sinopse da pesquisa de conhecimento e de interesse dos alunos sobre Empresa Júnior de Psicologia do IESB. Autores: Frederico Neves Condé, Bruna Caricatti Capozzi, Gleidson Gabriel da Cruz e Rodrigo Monteiro.

01/03/2008

XXXVIII Reunião Anual de Psicologia

XXXVIII Reunião Anual de Psicologia
Sociedade Brasileira de Psicologia
Uberlândia, 28 a 31 de outubro de 2008

Prazos para envio de propostas:
Cursos, simpósios, mesas redondas: até 30 de março
Apresentação de pesquisas: até 31 de maio

Todas as informações sobre propostas e inscrições estão no site www.sbponline.org.br

PARTICIPE! DIVULGUE!

A Comissão Organizadora

29/02/2008

Avaliação psicológica para porte de arma de fogo: contribuições da Prova de Rorschach

Policiais de SP poderão ter avaliação psicológica anual

Os 133.855 policiais civis e militares do Estado poderão ser submetidos a avaliação psicológica pelo menos uma vez por ano, de acordo com proposta defendida pelo ouvidor das Polícias, Antônio Funari Filho, em reunião na Comissão de Estudos da Letalidade, na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Segundo ele, o exame só é feito quando o policial ingressa na corporação.



Para Funari, boa parte dos casos de violência poderia ser evitada se houvesse exame psicológico e tratamento. “Muitas dessas ações foram provocadas pelo stress. O filme 'Tropa de Elite' retrata isso bem e mostra um oficial totalmente desequilibrado. É real.” O filme tem como personagem principal um capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), grupo de elite da PM do Rio, que tem distúrbios emocionais.



Funari vai apresentar a proposta oficialmente nos próximos dias à SSP. A idéia foi reforçada depois que, em dezembro, PMs invadiram a casa de um rapaz de 15 anos, acusado de roubo, e o torturaram com choques, em Bauru, a 343 km da capital. O garoto morreu e a população fez protestos violentos. Outro exemplo de desequilíbrio, segundo o ouvidor, foi o aumento de 44% das mortes de civis atribuídas a PMs em maio de 2007 em relação ao mês anterior. Segundo ele, na ocasião os policiais militares foram orientados a ficar em alerta porque os ataques da quadrilha que age a partir dos presídios paulistas completariam um ano.

22/02/2008

XIII Conferência de Avaliação Psicológica - Vamos?

A XIII Conferência de Avaliação Psicológica será realizada na
Universidade do Minho de 2 a 4 de outubro de 2008. Organização do Dr. Leandro Almeida.

15/02/2008

Artigo novo

Artigo de Condé e Laros, ”Unidimensionalidade e invariância das estimativas de habilidade pela TRI”. Publicado na Revista Avaliação Psicológica do IBAP.


"Frederico Neves Conde e Jacob Arie Laros(Universidade de Brasília), em Unidimensionalidade e a propriedade de invariância das estimativas da habilidade pela TRI, buscaram investigar se estimativas da proficiência realmente independem da dificuldade do teste e, para tanto, analisaram as respostas de 18.806 alunos
da 8ª série do Ensino Fundamental em uma prova de Matemática. Os resultados permitiram aos autores afirmar que a verificação do pressuposto da unidimensionalidade é de suma importância sempre que a TRI é utilizada, a fim de que a propriedade tão desejável da invariância dos parâmetros possa se manifestar".

(Ana Paula Porto Noronha, editorial, Revista Avaliação Psicológica)
Ocorreu um erro neste gadget