30/12/2008

XVII Encontro Nacional da Rede Arte na Escola

O XXII Encontro Nacional da Rede Arte na Escola, ocorrido em Goiânia de 27 a 30 de outubro de 2008 teve como objetivo promover a discussão sobre o tema Políticas Públicas e os Princípios Curriculares, com vistas a repensar as suas implicações e seus impactos para a prática escolar.

O evento contou com a participação dos coordenadores dos 53 Pólos do Rede Arte na Escola, do Coordenador-Geral de Instrumentos e Medidas do INEP, Frederico Neves Condé e do Diretor de Avaliação da Educação Básica do MEC, Carlos Artexes Simões, que discutiram as expectativas do MEC quanto ao papel da Universidade na alteração dos níveis do IDEB, no Brasil, e o lugar da Arte e da Educação no cenário das políticas públicas brasileiras.

Mais informações nos links

Rede Arte na Escola

Unipam

Oficina de Elaboração de Itens do Estado de Tocantins

Por Eutarzan Carvalho
26 de novembro de 2008

A Seduc – Secretaria da Educação e Cultura do Tocantins – promoveu na manhã de quarta-feira, 26, a abertura das Oficinas de Elaboração de Itens de avaliação. O evento aconteceu no auditório da Escola Municipal Vinícius de Morais em Palmas e contou com as presenças do diretor do Ensino Fundamental, Roniglese Pereira de Carvalho Tito, do profº Dr. Frederico Neves Conde do MEC – Ministério da Educação e a secretária da Educação e Cultura do Tocantins, Dorinha Seabra Rezende.

As Oficinas têm por objetivo treinar professores de Língua Portuguesa e de Matemática, do ensino fundamental e médio, para a elaboração de itens de avaliação para a Seduc. Os conteúdos aplicados têm como base as Matrizes de Referência do SAEB – Sistema de Avaliação da Educação Básica.

Na oportunidade, a profª Doninha falou da importância da formação inicial, continuada e das avaliações que estão em discussão nas oficinas. “Temos atualmente no Brasil, cerca de cinco estados que estão realizando a formação continuada e o Tocantins é um deles. Nós estamos promovendo a Formação Inicial desde 1996, e nessa época, mais 50% dos professores eram leigos. Depois de avaliarmos a qualidade de nossos educadores, começamos um programa de regime especial para formação dos mesmos para matemática, química, biologia, física e pedagogia, e com isso, melhorar a qualidade do ensino”, concluiu.

A palestra de abertura foi “A Daeb e as Avaliações da Educação Básica”, proferida pelo especialista do Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – profº. Dr. Frederico Neves Conde. Na oportunidade, o professor expôs as diretrizes e metodologias para a elaboração de Itens de avaliação da educação básica.

“A proposta das oficinas de Elaboração de Itens está dentro de uma ação do Inep, que é disseminar a cultura de avaliação no país. Além disso, o objetivo é oferecer algumas informações para que os profissionais da educação possam elaborar instrumentos que propicie resultados com bom grau de validade e precisão nas avaliações”, revelou Conde.

Fonte: site da Secretaria de Estado da Educação de Tocantins.

11/12/2008

Desafios na construção de indicadores para avaliar políticas públicas

Tendo em vista a contribuição do INEP para o desenvolvimento da educação no Brasil, o Instituto estará representado por Frederico Neves Condé, Coordenador-Geral de Instrumentos e Medidas da Diretoria de Avaliação da Educação Básica, no I Encontro Nacional dos Coordenadores dos Programas Mais Educação e Escola Aberta, que ocorre em Brasília de 9 a 12 de dezembro de 2008.
Ocorreu um erro neste gadget