20/04/2011

Educação planeja "Prova Macaé" como preparação à "Prova Brasil"

Extraído de: Prefeitura Municipal de Macaé  -  18 de Abril de 2011

Já pensando nos alunos matriculados no 5º e 9º anos, que participam da "Prova Brasil", a Secretaria Municipal de Educação (Semed) planeja aplicar a "Prova Macaé", como maneira destes alunos se prepararem ao longo do ano letivo. A "Prova Brasil" tem como objetivo avaliar a qualidade do ensino através de testes em que os estudantes respondem a questões de Língua Portuguesa e Matemática.
Os dados levantados com o exame são utilizados para auxiliar no calculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que considera também dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e a média de desempenho em outra avaliação, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Tudo para melhorar a qualidade do ensino básico, meta do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) do Governo Federal.

Sendo assim, os alunos da rede municipal receberiam aulas de reforço de Português e Matemática durante o contraturno, onde, além de exercícios, eles ainda teriam a chance de se preparar através da resolução de provas anteriores. Já as avaliações da "Prova Macaé" seriam aplicadas também duas vezes ao ano, antes da "Prova Brasil", em novembro.

- O objetivo da "Prova Macaé" é exatamente servir de preparação e, por isso, também inclui aulas de reforço durante todo o semestre, com exercícios focando a "Prova Brasil". Além disso, a "Prova Macaé" será aplicada em duas ocasiões, em julho e outubro, servindo de simulação para a "Prova Brasil". Tudo para que os alunos estejam mais preparados e não sofram impactos comuns em avaliações como esta - diz o secretário de Educação, Guto Garcia.

De acordo com Guto Garcia, a "Prova Macaé" permitirá aos professores verificarem a aprendizagem de alunos e se eles estão, de fato, preparados para o desafio da "Prova Brasil": "Através da avaliação poderemos identificar os problemas dos estudantes, auxiliar os professores a definirem estratégias pedagógicas para superá-los, apoiar a prática docente e oferecer subsídios aos profissionais da Educação", finaliza o secretário de Educação.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget